Banco BemEconomiaNotícias

Do Bairro da Penha para a Itália: Jovem vai apresentar o Banco Bem no Encontro com o Papa

Crislayne Zeferina foi escolhida para apresentar o Banco Bem no Encontro, que acontece na Itália, no mês de março. Para custear a viagem foi criada uma vaquinha online para receber doações.

Território do Bem e Banco Bem. Só poderia ser de um lugar e de uma iniciativa com estes nomes para serem representados no Encontro Internacional Economia de Francisco, que acontece de 26 a 28 de março, na Itália. O encontro foi convocado pelo Vaticano e vai contar com a presença do Papa Francisco, e reunir projetos e iniciativas econômicas solidárias e de inclusão social.

A escolha da pessoa que irá representar o Território e o Banco no evento também não poderia ser outra, a jovem Crislayne Zereferina, uma ativista da defesa dos direitos humanos, moradora do Bairro da Penha, uma das nove comunidades que formam o Território do Bem, em Vitória. Crislayne cresceu vendo as desigualdades sociais da capital capixaba e se tornou uma lutadora pelos direitos da juventude negra e contra a exclusão social.

Crislayne é atualmente e presente no Fórum Estadual da Juventude Negra do Espírito Santo (Fejunes) e do Conselho Municipal da Juventude de Vitória. Mas seu ativismo social teve início aos 15 anos na Pastoral da Criança, ajudando sua avó a coletar doações e apoiar as famílias mais necessitadas. O amadurecimento diante dos desafios sociais também acrescentou reflexões sobre debates importantes como de gênero e raça, e o papel da mulher negra numa sociedade machista e racista.

Veja o que diz Leonora Mol, diretora presidenta da Associação Ateliê de Ideias, instituição gestora do Banco Bem, sobre a importância da Crislayne representar o Banco Bem e o Território do Bem neste encontro. 

Recursos para a viagem
Inicialmente foram escolhidos cinco jovens com perfis semelhantes para a viagem, mas a eleição final foi de Crislayne Zeferrina. A indicação foi feita pelo Pe. Kelder Brandão, vigário da Paróquia local, e pelo Fórum Bem Maior. A escolha a surpreendeu. “O trabalho com a comunidade, com os jovens me credenciou. Estou muito feliz com a escolha e por representar o Banco Bem, um banco comunitário que podemos chamar de nosso”, afirmou.

A liderança da jovem é reconhecida pelo Secretário de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho de Vitória, Bruno Toledo. “A Crislayne é uma jovem extremamente representativa da voz da periferia, da voz negra da periferia, da voz jovem da periferia e é de um território que é vanguarda aqui no Espírito Santo na discussão da economia alternativa que é o Território do Bem.”, afirma em depoimento de apoio à campanha.

A viagem e estadia de Zeferina na Itália está orçada em cerca de R$ 6 mil. Parte deste recurso é garantida por voluntários do encontro. Para levantar o restante dos recursos necessários, foi organizada uma vaquinha online em  https://www.vakinha.com.br/vaquinha/zeferina-na-italia, onde todos podem colaborar. “Já levantamos uma parte deste recurso, mas ainda precisamos de novas colaborações”, afirma a jovem.

Banco Bem
O Banco Bem foi criado em 2005. Com sua moeda própria e trabalho permanente na comunidade, o Banco Bem se consolidou como modelo de organização que estimula o desenvolvimento econômico em comunidades periféricas e fomenta a inclusão bancária entre a população de menor renda.

O banco conta com mais de R$ 2 milhões em empréstimos circulando nas oito comunidades do Território do Bem. E a moeda eletrônica E-Dinheiro, uma plataforma que facilita e agiliza a movimentação financeira dos seus clientes e é movimentada através da a telefonia móvel celular com internet. A plataforma E-Dinheiro, lançada em 2015, já conta com 50 estabelecimentos comerciais credenciados, 176 usuários registrados e R$ 33 mil em recursos movimentados.

O Banco Bem atua com as linhas de crédito para iniciativas produtivas, habitacionais e de consumo. Outro objetivo do Banco é a inclusão financeira das famílias de baixa, excluídas pelo sistema bancário comercial, com a abertura de contas na modalidade fácil e poupança, além de recebimento de faturas.

Economia de Francisco 

O Encontro Economia de Francisco partiu de um desejo do próprio Papa Francisco para reunir jovens economistas, empreendedores, protagonistas de mudanças, provenientes de diversas partes do mundo. E acontece de 26 a 28 de março, na cidade de Assis, na Itália.

O encontro é destinado a jovens com menos de 35 anos envolvidos no âmbito da pesquisa: estudantes e acadêmicos em Economia e outras disciplinas afins, estudantes de Mestrado, Doutorado, jovens pesquisadores; e também de empresas: empresários e dirigentes.

A proposta é de fazer um pacto com os jovens – para além diferenças de crença e nacionalidade – para mudar a economia atual e dar uma alma para aquela do amanhã, para que seja mais justa, sustentável e com um novo protagonismo de quem hoje é excluído. Todas as informações estão disponíveis no site:  www.francescoeconomy.org

Marina Filetti

Comment here